Wednesday, March 25, 2009

Escondendo a "arte" e dando um olé na mãe

Essa história é da Duda, filha de 8 anos, da minha grande amiga Grá, uma das homenageadas no blog... SENSACIONAL!

Por Grá Fiedler Maiolini

Outro dia, depois do almoço na casa da sogra, eu estava cansada, o pai da Duda foi estudar e eu fui pra casa. Ela não queria, mas levei. Em casa, exausta, falei:

- Eu vou tirar uma soneca, vem com a mamy...

- Não mãe, pode ir você. Eu vou ficar aqui brincando.

Cinco minutos depois, ela entra no quarto e fala:

- Mãe, "tô" com fome!

E eu pensei "nem a pau que eu vou levantar pra fazer algo" e mais que depressa falei:

- Faz uma pipoca de microondas - imaginado que ela lembrasse dos comandos, e voltei a dormir.

Passou horas pra mim, mas na verdade foram minutos e acordei com um "fúa" de queimado na casa... kkkkkk... Fiquei um bom tempo na cama tentando sentir que cheiro seria aquele - tipo mistura de brigadeiro com queimado... Então chamei a Duda.

- Que cheiro que é esse???

Ela (sínica): - que cheiro, mãe?

-Você não tá sentindo cheiro de queimado?

Ela veio na minha porta e falou:

- Nossa mãe, você deve estar sonhando...

E eu: - Será???

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

- Nossa mãe, você deve estar muito cansada, sentindo cheirossssss...

- É mesmo, né?!

- Mãe, descansa mais um pouquinho.

- Ai, tá bom...

Ela fechou a porta e eu só escutei os passinhos acelerados em direção a sala. Pensei "nossa que cheiro será esse? Será que eu to louca?" e fiquei mais um tempo por ali. Então eu fiz uns barulhos de que ia levantar e a Duda ja apareceu na porta com os olhos esbugalhados, aí eu saquei e pensei "essa menina aprontou mesmo". Levantei e ela de novo:

- Nossa mãe, você já vai levantar???

Eu disse que sim, que ia tomar água. Nossa, acho que o coração dela foi no dente e voltou! kkkk

Ela: - Eu levo pra você.

Eu: - Aháaaaaaaaaaaaaaa!!! EDUARDA, você está me escondendo alguma coisa!!!

- Não, mãe... Imagina!!!

Eu fui pra cozinha e senti o cheiro insuportável de pipoca queimada. Primeiro fui atrás das evidências antes de brigar com ela. Olhei no lixo e só havia a embalagem. O saquinho que vai o milho não estava lá.

Eu falei: - Você queimou a PIPOCAAAAAAAAAAAAA????

Ela estatelada que nem um pau do lado da geladeira, colocou as duas mãozinhas no peito tipo se protegendo e começou a falar com lágrimas nos olhos esbugalhados:

- Ai, mãe... Eu não contei porque achei que você fosse brigar comigo...

Ela começou a chorar e eu, por incrível que pareça, segurei - não sei como - não dei risada
kkkkkkk

Falei:

- Pô Eduarda, você tem que confiar mais na sua mãe. Agora olha só o que você fez... Você me fez acreditar que estava tendo alucinações, me chamando de louca...

Ela parou de chorar e ficou me olhando com cara de "nossa, é mesmo"...

Então perguntei onde estava a prova do crime, esperando a respostra óbvia: no lixo! Bom... errei. Ela tinha jogado na escadaria do prédio. Fiquei muito brava e dei uma bronca nela, mandei ela pegar e jogar no lixo lá de baixo... Ela foi correndo, sem chinelinho. Depois que saiu, ela ficou das cores do arco íris! kkkkk

A noite contei pro pai dela e ele quase teve um treco de tanto rir! Ela faz essas coisas há anos... Ela acha que me engana e eu às vezes dou corda pra ver até onde ela vai. É um barato! Porque eu fico vendo o jeito dela de tentar me enganar e ela me percebe também e quando ela vê que não da mais, se entrega, chora ou ri. Depende da cara que eu estiver olhando pra ela e do contexto da historia até então! rsrs É muito louco! Nisso, vou sacando com o tempo a nossa afinidade e é muito legal!

Tem alguma história pra contar? Escreva pra mim! nandabecker@gmail.com

3 comments:

Poly said...

hauhauhauhauhauahuahaha eu to tendo um treco aqui de tanto rir!!!

Edu Surfing said...

eu sou pai da Laura, com 03 meses.

Poly said...

Eu li a contei a historia pra minha sogra e pro Carlinhos na hora do almoco, eles quase engasgaram de tanto rir!!!
A Duda eh demais!!!!